Gostaria de poder parar as agulhas do relógio
e criar entre os números da esfera branca
um ninho unicamente conhecido por nos os dois,
um refugio ao que escapar em tempos de tormenta
e desde onde partilhar o retornar do sol,
com esse efeito aquecedor
que só consigo sentir quando me abraças
e por um momento ficamos nas fendas do tempo,
sem importar minutos nem segundos,
sem reparar no eco das areias
a se despedirem do presente
e avançarem cara a um futuro
que gostaria de partilhar contigo.
Anuncios