Etiquetas

, ,

 

Cada vez que imprimes

um beijo nos meus lábios

tento grava-lo na comissura da boca,

atrapa-lo entre os dentes,

e guarda-lo baixo chave

no baú dos recordos

deste meu coração ferido de felicidade.

Olho para tu com intensidade

e retenho a tua mirada na minha mente,

para saborear de novo esse beijo

do outro lado da cidade,

no vazio de cada nova separação.

Porque tenho medo,

a que um dia esse té já seja um adeus,

um ter que despedir-se sem despedida,

sem a possibilidade de te beijar,

de te dar uma ultima aperta

e ler nos teus olhos que haverá outra vida,

mesmo se é num futuro distante,

voltar a ver-nos.

Quando tu me beijas,

os meus lábios traçam um sorriso,

mas o meu coração chora.

Anuncios